Uso de práticas experimentais alternativas no ensino de física: o laboratório em uma carteira

Autores

  • Giovanni Maria Arrigone SENAI/SC - Florianópolis
  • Cristine do Nascimento Mutti UFSC

DOI:

https://doi.org/10.18624/e-tech.v0i0.390

Palavras-chave:

Ensino de Física, Laboratório de Física, Experimentos de Carteira

Resumo

O objetivo deste estudo pretende descrever a elaboração e aplicação de experiências práticas de física na sala de aula do curso superior de Automação Industrial no SENAI CTA em Florianópolis/SC. O estudo foi conduzido durante um período de quatros anos. Todas as experiências foram aplicadas durante o segundo semestre do curso, por um período de duas horas. A inovação da proposta está na possibilidade de operar nos ambientes normais de aula sem estruturas ou implementos específicos operando experimentos simples e de fácil instalação (experimentos de carteira). Relata-se também a experiência anterior no campo da prática de ensino laboratorial na área de atividade experimental e de laboratório alternativo. Observa-se o desempenho dos alunos na resolução de exercícios depois da aplicação das experiências e um questionário aplicado para obter um retorno dos mesmos. Os resultados obtidos com os alunos do curso foram satisfatórios em termos de aprendizado e de compreensão de técnicas aplicativas da teoria física explicada em sala de aula. Os efeitos altamente positivos da aplicação destas atividades experimentais encorajam, para o futuro, o aprimoramento e a divulgação desta experiência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Giovanni Maria Arrigone, SENAI/SC - Florianópolis

Graduado em Física (1997), Mestre em Applied and Modern Optics (1998) e Doutor em FTIR Spectroscopy - University of Reading – no tema “Controle de emissões da fumaça de aviões – Detection of hydrocarbons from gas turbine aero-engine exhausts using Fourier Transform Infrared Spectroscopy” (2003). Atua em Física, com ênfase em Ótica, análise de gases e física quântica. Atualmente é instrutor 3 do Centro de Tecnologia em Automação e Informática de Santa Catarina (SENAI-CTAI) e professor substituto no Departamento de Física, na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Aplica física no desenvolvimento de estudos em sustentabilidade e geração alternativa de energia e é pesquisador e coidealizador do grupo SEAcon (Sustentabilidade, EsUtratégia, Ambiente e Competitividade em projeto, tecnologia e construção), da Universidade Federal de Santa Catarina, criado em 2005. Tem patente requerida por produto para construção sustentável

Cristine do Nascimento Mutti, UFSC

Graduada em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Santa Maria (1992), Mestre em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Santa Catarina (1995) e Doutora em Construction Management and Engineering pela University of Reading (2004). Atualmente é professora adjunto IV da Universidade Federal de Santa Catarina. Tem três livros publicados e artigos na área de gestão da construção, competitividade e sustentabilidade publicados em revistas e conferências nacionais e internacionais. Orientou vários trabalhos acadêmicos de graduação, especialização e mestrado. Em 2005, criou o grupo SEACon (Sustentabilidade, Estratégia, Ambiente e Competitividade em projeto, tecnologia e construção), grupo multidisciplinar de profissionais que desenvolve pesquisas na área de gestão, competitividade e sustentabilidade na construção. Tem patente requerida por produto para construção sustentável.

Downloads

Publicado

2013-12-09

Como Citar

Arrigone, G. M., & Mutti, C. do N. (2013). Uso de práticas experimentais alternativas no ensino de física: o laboratório em uma carteira. Revista E-Tech: Tecnologias Para Competitividade Industrial - ISSN - 1983-1838, 141–158. https://doi.org/10.18624/e-tech.v0i0.390

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)