Ensino a distância na educação básica: a integração pedagógica de jogos digitais em ambientes virtuais

  • Willian Rochadel Universidade Federal de Santa Catarina http://orcid.org/0000-0002-3772-8391
  • Josi Zanette do Canto Universidade Federal de Santa Catarina
  • Juarez Bento da Silva Universidade Federal de Santa Catarina http://orcid.org/0000-0002-5604-0576
  • Manuel A. González Delgado Universidad de Valladolid
  • Miguel A. González Rebollo Universidad de Valladolid
Palavras-chave: Jogos Educacionais. Ensino de Geografia. Ambientes Virtuais de Aprendizagem. Objetos Educacionais.

Resumo

O uso das tecnologias na educação exige uma adequada integração dos conhecimentos a fim de evitar frustrações e desperdícios de tempo. Logo, um plano de aplicação precisa delinear as reflexões não apenas didáticas, mas também tecnológicas e do conteúdo, uma proposta de gestão do conhecimento relacionada ao TPACK (Technological Pedagogical Content Knowledge). Assim, o objetivo desse artigo é apresentar o desenvolvimento de um plano de aplicação de jogos digitais que permita a observação ampla dos conhecimentos necessários para a realização das atividades pedagógicas a distância baseada no TPACK. Desse modo, o plano permite sistematizar a integração dos jogos em uma concepção pedagógica de extensão da sala de aula e ampliação dos conhecimentos expostos. Além disso, a análise em um estudo empírico com uma turma do ensino fundamental permitiu validar o plano. Apesar das limitações em relação as extensões dos jogos disponibilizados, a EaD se mostrou viável no complemento dos conteúdos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Willian Rochadel, Universidade Federal de Santa Catarina
Doutorando do Programa de Pós Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento (PPGEGC) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Mestre em Engenharia do Conhecimento (PPGEGC/UFSC), Bacharel em Tecnologias da Informação e Comunicação (UFSC) e Técnico em Eletrotécnica pelo CEDUP Dario Geraldo Salles. Pesquisador no RExLab (Laboratório de Experimentação Remota) e IGTI (Inteligência, Gestão e Tecnologia para Inovação). Servidor Técnico Administrativo no Setor de TI da UFSC.
Josi Zanette do Canto, Universidade Federal de Santa Catarina
Cursando Especialização Educação na Cultura Digital, pela Universidade Federal de Santa Catarina, possui especialização em metodologia do ensino interdisciplinar, pela FUCAP / SC (2010). Graduação em Licenciatura Plena em Geografia pelo Centro Universitário Leonardo Da Vinci / SC (2009). Atualmente é professora de geografia e história do ensino fundamental II e Médio da rede estadual e particular no município de Araranguá/SC.Continuamente busca a integração das tecnologias digitais com a sala de aula. Tem experiência na área de Licenciatura em Geografia, com ênfase em professor ensino fundamental II, médio e educação de jovens e adultos.
Juarez Bento da Silva, Universidade Federal de Santa Catarina
Possui graduação em Administração de Empresas pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1991), mestrado em Ciências da Computação pela Universidade Federal de Santa Catarina (2002) e doutorado em Engenharia e Gestão do Conhecimento pela Universidade Federal de Santa Catarina (2007). Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal de Santa Catarina onde atua como docente nos cursos de graduação em Engenharia de Computação e Tecnologias da Informação e Comunicação e também no Programa de Pós-Graduação em TIC. Tem experiência nas áreas de Computação e TIC, com ênfase em Hardware, atuando principalmente nos seguintes temas: experimentação remota, e-learning, mre-learning, m-learning, mundos virtuais 3D, ambientes virtuais de ensino-aprendizagem, embedded servers e integração de tecnologias em disciplinas da Educação Básica na rede pública de ensino. Está vinculado aos grupos de pesquisas: Laboratório de Experimentação Remota (RExLab) e Grupo de Pesquisa Tecnologia, Gestão e Inovação.
Manuel A. González Delgado, Universidad de Valladolid
Dr. Manuel Á. González graduated in Physics at Universidad of Valladolid (Spain). He has usually collaborated and published papers with researchers from the University of Marseille, the Kurchatov Institute in Moskow, the Institute of Physics in Belgrade, the Weizmann Institute in Rehovot (Israel) or the University of Florida at Gainesville, between others. In parallel, he has also worked on the development of different tools for teaching physics as virtual laboratories in the Internet or mobile applications and mobile environments for learning physics, as well as the use of mobile devices for doing experiments in Physics laboratories. His teaching has been developed mainly in Engineering Schools.
Miguel A. González Rebollo, Universidad de Valladolid
Miguel González received his degree in Physics from the University of Valladolid in 1977. From 1980 to 1982 he was a scholarship holder of investigation in the University of Montpellier. He works in the research group of semiconductors developping new techniques for microscopic and nanoscopic characterization of semiconductors, like spatial resolved photoconductivity and photoluminescence imaging, phase stepping microscopy (Award of 3M group in 2000), and LBIC (Light Beam Induced Current). The main interest in research now is the development of new ways of using mobiles phones in physics laboratories.
Publicado
2016-07-29
Como Citar
Rochadel, W., Zanette do Canto, J., Bento da Silva, J., A. González Delgado, M., & A. González Rebollo, M. (2016). Ensino a distância na educação básica: a integração pedagógica de jogos digitais em ambientes virtuais. Revista E-Tech: Tecnologias Para Competitividade Industrial - ISSN - 1983-1838, 9(1), 32-54. https://doi.org/10.18624/e-tech.v9i1.824
Seção
Educação inovadora